A ideia de uma empresa familiar é personificada no Conselho da Oilon: o Presidente do Conselho, Kjell Forsén, e a Vice-Presidente do Conselho, Päivi Leiwo, são um casal. Por sua vez, os membros do Conselho, Celia e Mikael Svensk, são filhos de Päivi..

A Oilon, pioneira em tecnologia de energia limpa, está se preparando para um rápido crescimento. Uma abordagem humana dá sentido à vida e ao trabalho, dizem os líderes da empresa familiar.

Trabalho árduo e amor. Todos merecem um emprego de que gostem ou até amem. O sucesso da Oilon é baseado nesta filosofia simples, diz Päivi Leiwo, vice-presidente do conselho.

“Estou falando sério. Os altos e baixos da vida me fizeram perceber que uma atitude amorosa é a única coisa que importa no final. Aprendi isso com minha mãe. ”

Päivi Leiwo tinha dez anos quando sua família adquiriu a Oilon em sua totalidade. Desde então, ela acompanha de perto os negócios da família.

De acordo com Päivi, o amor é a base para a construção não apenas do bem-estar pessoal, mas também de toda a comunidade de trabalho. Tem muito a ver com responsabilidade social corporativa e ética. Päivi acredita que é importante fazer parte da criação desse tipo de cultura organizacional e, de fato, desse tipo de mundo.

Não é por acaso que o slogan da empresa familiar há muito tempo é Oilon – the warm way. O calor vem do coração.

Um rosto é uma vantagem competitiva

No espaço de 60 anos, a Oilon passou de uma startup de dois homens em uma garagem para se tornar uma pioneira global em tecnologia de energia limpa com 370 funcionários em quatro continentes. O faturamento do grupo em 2020 foi de aproximadamente 70 milhões de euros. A tecnologia de combustão e as bombas de calor da Oilon são conhecidas como algumas das mais avançadas do mundo. Mais de um milhão de queimadores foram vendidos.

Dentro da Oilon, tornou-se evidente que uma empresa familiar é mais atraente aos olhos dos clientes do que uma empresa gigante sem rosto ou que trabalha à sombra de capitalistas de risco. Muitos dos clientes da Oilon também são empresas familiares.

“Trabalhamos em uma base extremamente longa. Não otimizamos nossas operações para o próximo trimestre, mas pensamos muito mais adiante ”, afirma Kjell Forsén, novo integrante da equipe Oilon.

Kjell Forsén é novo na Oilon – ele é Presidente do Conselho da Oilon desde outubro de 2020. Nessa nova função, ele segue sua esposa, Päivi Leiwo, que herdou o cargo de Presidente do Conselho de seu pai, Ossi, em 2009. Päivi agora é vice-presidente do conselho. Ela trabalha na empresa da família desde os 25 anos.

Forsén ingressou na Oilon como Presidente do Conselho no outono de 2020. Anteriormente, ele trabalhou por muitos anos como CEO da Vaisala, outra empresa familiar.

Vamos abrir essas conexões da família Oilon agora para o leitor. A figura paterna da empresa, Ossi Leiwo, ingressou na Oilon imediatamente em 1961. Ele chegou ao cargo de CEO em 1974, e a Oilon se tornou uma empresa familiar no mesmo ano.

Ossi dirigiu a empresa como CEO por 23 anos e esteve como Presidente do Conselho por 35 anos. Após a aposentadoria de Ossi em 2009, sua filha, Päivi, tornou-se Presidente do Conselho. Ela liderou o conselho até 2020, quando seu marido, Kjell, assumiu.

A terceira geração também está envolvida: os filhos de Päivi, Mikael e Celia Svensk são novos membros do conselho da Oilon. Já estão familiarizados com o funcionamento da empresa familiar e realizaram estágios nas instalações da Oilon no exterior. Mikael e Celia são estudantes.

Mikael e Celia são a terceira geração da Oilon. Os filhos de Päivi Leiwo tornaram-se membros do Conselho da Oilon em 2020.

“Uma empresa familiar é uma coisa maravilhosa. É uma alegria e uma honra transmitir este tipo de herança cultural aos filhos ”, afirma Päivi.

Päivi conseguiu seu primeiro emprego na Oilon aos 14 anos, durante as férias de inverno da escola. Ela trabalha em tempo integral na empresa desde os 25 anos.

Pessoas de fora estão sempre interessadas em como funciona a tomada de decisões quando a maioria do conselho é membros da mesma família.

“Somos sempre da mesma opinião. Eu sei que parece inacreditável, mas as decisões são tomadas em grande harmonia. ”

É assim que você mantém um cliente por 20 anos

Uma abordagem inflexível voltada para o cliente é emblemática da Oilon. Na prática, significa que os requisitos do cliente são compreendidos em detalhes e seus problemas são resolvidos rapidamente.

“A diferença entre os concorrentes costuma ser o fator decisivo aqui: quem faz o trabalho difícil e quem desiste. Os clientes mais fiéis são aqueles para quem encontramos as melhores soluções ”, afirma Kjell.

A tecnologia de combustão e os projetos de bomba de calor são geralmente complicados. Nesses casos, o cliente, as equipes de vendas e de produção precisam falar exatamente a mesma língua.

“Às vezes é assustador pensar: realmente fizemos tudo o que era possível para resolver o problema do cliente”, diz Päivi.

Claramente, muito foi feito, e bem feito. Os relacionamentos de 20 anos com os clientes, por exemplo, na Índia, China, Dinamarca, Rússia e Cingapura falam disso. Eles continuam até hoje.

A abordagem orientada para o cliente está sob a lupa também na mesa do CEO, Tero Tulokas. Atualmente, ele está liderando um projeto para desenvolver a experiência do cliente.

CEO da Oilon Tero Tulokas.

“Monitoramos muitas coisas: com que facilidade podemos ser encontrados, com que rapidez respondemos, qual é a qualidade das respostas, quanto tempo passamos nas instalações do cliente e assim por diante. Os dados são coletados sistematicamente e comparados com nossos objetivos.

Tero tem um histórico particularmente bom para o desenvolvimento da experiência do cliente: ele próprio já foi cliente da Oilon. Antes de ingressar na Oilon em 2008, ele trabalhou como CEO da Hamina Energy, onde comprou queimadores para usinas de aquecimento distrital da Oilon. Tero trabalhou nesses projetos supervisionando o trabalho e, portanto, familiarizou-se com a tecnologia e como o equipamento funciona.

“Fiz parte da equipe que encomendou o primeiro queimador Oilon quando eu tinha 7 anos. Meu pai era encarregado dos serviços de construção nas forças armadas e eu fui com ele. O queimador duplo em questão foi instalado na instalação de aquecimento da guarnição. Ainda está em uso. ” Tero diz.

Durante anos difíceis, investimos no desenvolvimento

Outro coringa na manga é, sem dúvida, o desenvolvimento de produtos. Isso se deve a Ossi, que foi o responsável pela tecnologia nos primeiros dias da empresa. O CEO de longo prazo, Eero Pekkola (1997 – 2017), que seguiu Ossi, também se concentrou fortemente no desenvolvimento de produtos. Não é por acaso que o atual CEO também trabalha como chefe de desenvolvimento de produtos.

Durante o ano passado do COVID-19, a Oilon aumentou seu orçamento de desenvolvimento de produtos em mais de 10%, embora a pandemia tenha aumentado os custos e houvessem desafios com vendas.

“A Oilon sempre trabalhou com o princípio de que, mesmo em tempos difíceis, investimos no desenvolvimento de nossos produtos. Economizar nessa área seria como serrar o galho em que você está sentado ”, diz Tero.

O desenvolvimento do produto também é importante durante os anos bons. Embora o clássico Oilon Junior, projetado para pequenas casas, vendesse excepcionalmente bem em sua época, Ossi viu que não duraria para sempre. É por isso que é importante estar envolvido em tudo. Agora, o Oilon Junior responde por 3% das vendas. Em seu auge, representava 80%.

Em 2021, o portfólio da Oilon inclui centenas de queimadores cuja potência varia de 10 quilowatts a mais de 90 megawatts. A escala das bombas de calor industriais chega a sistemas de 100 quilowatts até 50 megawatts. Sua entrega inclui sistemas de automação e controle.

Além disso, a Oilon produz bombas de calor de fonte subterrânea e suas respectivas caldeiras e tecnologia de ventilação, projetadas para grandes propriedades imobiliárias. No total, os componentes e peças sobressalentes perfazem mais de 10.000 peças de estoque. A Oilon possui fábricas na Finlândia, EUA, Rússia e China. A empresa também atende seus próprios produtos.

No momento, o desenvolvimento de produtos está focado na redução de emissões.

“As metas e regulamentações de emissões de nossos clientes estão cada vez mais rígidas. O mundo precisa de tecnologia limpa e temos que estar juntos nessa jornada. Esta é uma grande parte do valor agregado da Oilon. ” Kjell diz.

Graças ao desenvolvimento de produto, as bombas de calor da Oilon podem produzir magicamente aquecimento urbano de 100 graus a partir de ar abaixo de zero. Não há muitos que podem igualar isso.

A mudança climática pode ser interrompida

O aquecimento global é uma megatendência que aumentou a demanda pela tecnologia da Oilon em todo o mundo. O carvão está sendo substituído por gás natural e novos queimadores de gás avançados são necessários. As vendas de queimadores aumentam a necessidade de minimizar partículas, óxidos de nitrogênio e outros poluentes do ar local. O maior crescimento em queimadores é esperado na faixa Low-NOx.

Os objetivos dos estados e das empresas de energia de reduzir as emissões de dióxido de carbono estão alimentando a demanda por grandes bombas de calor. Por exemplo, as bombas de calor de alta temperatura conectadas ao aquecimento urbano reduzem diretamente a quantidade de carvão necessária. As plantas industriais estão procurando soluções sensíveis para aquecimento e resfriamento, reduzindo assim sua pegada de carbono.

“Esperançosamente, as sociedades acordarão e começarão a desacelerar o aquecimento do clima. As soluções estão ao nosso alcance se decidirmos colocá-las em uso. As emissões dos veículos poderiam facilmente ser reduzidas a mais da metade se as velocidades máximas e os limites de velocidade nas estradas fossem reduzidos. Juntos, a tecnologia e as regulamentações podem fazer maravilhas. ” Tero diz.

O tema do clima também lhe é familiar por meio de discussões com seus próprios filhos adolescentes. Papai precisa pensar com cuidado sobre o que diz.

“Quando eu era jovem, ficava preocupado com a chuva ácida. Esse problema foi resolvido. Quando confrontados com grandes desafios, precisamos de positividade e otimismo. Essa é uma mensagem importante para os jovens. ”

90 por cento de crescimento em um ano

O crescimento sempre fez parte da história da Oilon, e essa tendência continua. As vendas de bombas de calor industriais cresceram até 90% ao ano nos últimos dois anos. As instalações de produção em Kokkola estão sendo quadruplicadas de tamanho.

Um bom exemplo desse novo tipo de demanda é um projeto no nordeste da China anunciado em fevereiro de 2021. A Oilon entregará oito bombas de calor ChillHeat ao maior parque de baterias da China, na cidade de Dalian. O parque de baterias armazena eletricidade, o que ajuda a integração da energia eólica na rede da província de Liaoning. As bombas de calor da Oilon capturam o calor residual produzido pelas baterias e o transferem para a rede de aquecimento urbano.

“Este é um grande projeto e fala dos benefícios das bombas de calor em muitos processos industriais. Claro, também é fantástico fazer parte de um projeto de aumento de energia renovável na China ”, diz Tero.

A China é quase como uma segunda casa para Oilon. Eles vendem queimadores há 30 anos, e sua fábrica funciona na cidade de Wux há 20 anos. Os queimadores de Oilon limparam principalmente o ar da capital, Pequim.

A Oilon está agora estabelecendo uma base sólida no grande mercado de bombas de calor na China. Também há sinais de crescimento na Europa Central e na América do Norte.

TEXT Jussi Laitinen
IMAGES Juho Paavola
TRANSLATION Ingrid Luz

Advertiser pixel